Pr. Germano Domingos Zucchi

Informação

Pr. Germano Domingos Zucchi

Este grupo é para homenagear o Pastor Germano Domingos Zucchi, um dos pastores pioneiros do estado do Rio Grande do Sul, que deu sua vida pelo ministério onde foi muito amado e respeitado.

Site: http://adbrasil.ning.com/group/pastorgermanodomingoszucchi
Local: http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=39880119
Membros: 491
Última atividade: 30 Abr, 2019

IN MEMÓRIA

Com o falecimento do pastor Germano Zucchi, Passo Fundo, a Igreja Assembléia de Deus perdeu um verdadeiro homem de Deus. Foi um pastor íntegro e zeloso, abençoado ensinador da Palavra de Deus e um amável pai de família .
Conheci-o já no ano de 1947, época em que estava trabalhando como evangelista junto ao pastor Emiliano Lopes, de saudosa memória, na cidade de Passo Fundo. Era moço dinâmico, que tanto pregava o evangelho, como sabia ajudar a construir os templos da Igreja. Sua ex-profissão de ferreiro foi de muito proveito na execução dos projetos no campo eclesiástico.
O Pastor Germano foi um abençoado semeador, que ensinou um grande grupo de discípulos os quais lhe ajudaram a levantar igrejas em mais de 30 municípios. Muitas vezes viajamos junto visitando estas abençoadas congregações. Ele não cansava de dirigir a sua caminhonete nas estradas empoeiradas, pois fazia tudo com alegria e unção do Espírito Santo.
Fiquei admirado do seu estilo simples mas cordial de tratar as ovelhas do Senhor Jesus.
A sua contribuição para o ensino teológico no Instituto Bíblico Esperança de Porto Alegre, durante doze anos foi de admirável valor.
Quando o visitei no último dia de sua vida, em companhia do pastor Gilberto Brito e seu filho Gerson, ele estava tomando os últimos fôlegos antes de ser levado pelos anjos à Glória Celestial.
Algumas horas mais tarde na sua própria casa cantamos a pedido dos seus filhos o hino: “Como sentir-me-ei quando o dia raiar e tudo na luz banhar, ...como sentir-me-ei quando um dia, com o Senhor for descansar...” e foi o exato momento que este herói da fé deu entrada nas mansões celestiais, onde com toda certeza foi recebido pelo Rei dos reis – o Sumo Pastor da sua vida.

Pastor – Nils Taranger.

Abraço amigo: Missionário Nils Taranger

 

HISTÓRICO
Por Gilson Mazui Deferrari

Pastor Germano Domingos Zucchi, nasceu a 8 de outubro de 1920, em Bento Gonçalves – RS, filho de Ricardo Zucchi e de Clorinda Perón Zucchi.

Em 1925, com quase 5 anos de idade, mudou-se juntamente com sua família para a cidade de Casca, na Linha 19; em 1932, com doze anos sua família mudou-se para o interior de Erexim, localidade de Barra do Rio Azul, hoje município emancipado; em 1936, então com 16 anos de idade, foi para Barão de Cotegipe, levado por seu pai, para aprender a profissão de ferreiro e similares. A novidade da época dói o surgimento dos aparelhos de solda a oxigênio; em 1941, aos vinte e um anos, comprou uma oficina de ferraria, no lugar denominado “Povoado Tozo”, no município de Erexim tendo, mais tarde, transferido a ferraria para a Seção Parobé no mesmo município; em 1944, com 23 anos de idade, no dia 19 de fevereiro, contraiu matrimônio com a irmã Eudóxia Szura, que o acompanhou, como ele gostava de dizer por 51 anos, 6 meses, 4 dias e oito minutos, até que aprouve ao Senhor Deus recolhe-la ao gozo eterno, no dia 23 de agosto de 1995; em fins de 1944, então com 24 anos, converteu-se ao Senhor, na Assembléia de Deus Pentecostal Russa, de Parobé, município de Erexim; dia 15 de abril 1945, num domingo, baixou às águas batismais no Rio Douradinho em Erexim; já no domingo seguinte, assumiu como 2º professor da Escola Dominical para crianças e jovens, na igreja onde se convertera; no dia 18 de novembro de 1945, foi batizado com o Espírito Santo, na cidade de Porto Alegre RS, durante a realização de estudos bíblicos; à 6 de dezembro de 1946, com 26 anos veio para Passo Fundo como evangelista, auxiliando o saudoso pastor Emiliano Araújo Lopes, então Pastor Presidente; em 14 de novembro de 1947, aos 27 anos, foi consagrado evangelista.

Naquele tempo, as consagrações eram realizadas em Porto Alegre, pelo Ministério Geral do Estado, presidido pelo missionário Gustavo Nourdlund.

Como evangelista exerceu as seguintes atividades: Trabalhou na cidade de Passo Fundo e Carazinho; em 1949, fundou o trabalho do Senhor na cidade de Erexim, em 1951, voltou a Passo Fundo; em 1952, foi para Porto Alegre, como evangelista, ficando lá por 2 anos, cooperando com o pastor Gustavo Nourdlund; no dia 19 de janeiro de 1954, com 33 anos, assumiu como pastor da Igreja Evangélica Ass. De Deus de Passo Fundo, o qual pastoreou até o final, repleto de bênçãos, vitórias e progressos espirituais, por exatos 42 anos 9 meses e 7 dias, quando o Senhor o levou para o descanso eterno na glória celestial, com exatos 76 anos e 18 dias.

Durante o tempo em que esteve à frente da Igreja de Passo Fundo, temos a destacar o seguinte:
Fundou o trabalho do Senhor nas seguintes cidades: Getúlio Vargas, Sertão, Lagoa Vermelha, Sananduva, Tapejara, Ibiaçá, Não me Toque, Ciríaco, Marau, Santa Bárbara do Sul, Casca, Nova Bossano, Nova Prata, Marcelino Ramos, Viadutos, Erval Grande, Gaurama, Barracão, Maximiliano de Almeida e Machadinho. Era conhecido por todos como “Bispo da Serra”.

Em 1964, fundou o orfanato “Lar Emiliano Lopes”, o qual continua até hoje em seu trabalho de abrigar e orientar crianças carentes, tendo sido em 1994 totalmente reformulado, operando com novas e modernas instalações. Ainda na área da assistência social, destaca-se a criação IBEPA (Instituto Beneficente Evangélico de Passo Fundo), que assiste aos carentes, com distribuição de roupas e alimentos.
Em 1975, foi enviado para a Argentina o primeiro missionário desta igreja, João Maria Hermel, hoje pastor. Este trabalho tem sido aprovado e ricamente abençoado por Deus, já foram fundados 52 novos tempos e ganhas mais de quatro mil almas, as quais se filiaram às Assembléias de Deus daquele país.

Como escritor, teve seus artigos publicados em vários jornais e revistas locais e nacionais, sempre sendo aceito por todos pela riqueza de conhecimentos que sempre acompanhavam suas matérias, tendo seu último artigo publicado pelo Diário da Manhã, jornal local, no dia 23 de outubro, quando se encontrava no hospital, três dias antes de falecer.

Atualmente, a Assembléia de Deus de Passo Fundo conta com aproximadamente, 3 mil membros e 17 templos espalhados pela cidade, (somando 30 congregações).

Atende o trabalho do Senhor, em todo o campo, com tempo integral, 6 pastores e 15 obreiros, além de mais de 100 obreiros leigos que cooperam, mas não trabalham em tempo integral. Tem também mais de 100 professores de Escolas Dominicais, regentes de corais e banda de música.

Conta ainda com um núcleo da EETAD; em torno de 30 Círculos de Oração; programa radiofônico dominical; equipes de assistência espiritual em hospitais, presídios e internatos para menores delinqüentes e muitos outros departamentos.

FUNÇÕES EXERCIDAS E TÍTULOS RECEBIDOS

Pastor Germano, um dos últimos grandes pioneiros das Assembléias de Deus do Rio Grande do Sul, exerceu várias funções no trabalho do Senhor pelo Brasil e recebeu muitos títulos, entre os quais destacamos:

Na convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil atuou durante quatro anos como Conselheiro Administrativo da Casa Publicadora das Assembléias de Deus (CPAD), com sede no Rio de Janeiro; quatro anos membro do Conselho Consultivo da EETAD (Escola de Educação Teológica das Assembléias de Deus), com sede em Campinas SP.

Em âmbito Estadual fez parte por cinco vezes como Presidente da Convenção dos Pastores, duas vezes como Secretário, desde 1988 como membro vitalício do Conselho Consultivo da Convenção Estadual dos Pastores; foi professor no IBE (Instituto Bíblico Esperança), em Porto Alegre, por aproximadamente doze anos.


No ano de 1981, no seu 61º aniversário natalício, recebeu o título de Cidadão Honorário de Passo Fundo, o qual lhe foi entregue pela Câmara Municipal de Vereadores local, durante uma grande cerimônia realizada no templo sede da Igreja.

Em outubro de 1990, quando completava 70 anos de idade, a Igreja em reconhecimento pela vida gasta no labor do seu pastoreio, conferiu-lhe o título de “PATRIARCA” (Chefe de seu povo; Sacerdote de sua própria casa; Com quem Deus se comunica). Este título o mesmo que foi dado a Abraão, aos doze filhos de Jacó e ao Rei Davi, foi perpetuado em uma placa de bronze entregue, na ocasião pelo pastor Carlos Motta, representante da Convenção Estadual dos Pastores do Rio Grande do Sul.
(Revista BOAS NOVAS – Ano XL – Porto Alegre – RS – Nº 11-12/96 – p.11-13)

Momento com alguns colegas pastores e missionários

 

 

TESTEMUNHO DO PASTOR GERMANO ZUCCHI
(Transcrito por Elza Zucchi Lemes)

Em 1941 consegui comprar uma ferraria na localidade de Seção Tapir ou povoado Tozzo. E em 1942 tive de ir para o Exército, porém fiquei apenas nove dias no 6ºRCI de Cruz Alta, pois ironicamente fui dispensado por incapacidade física, sendo que eu trabalhava batendo na bigorna com um martelo de 3 kg ou marreta de 5 kg, quando fosse necessário.
Voltei então para a ferraria e continuei a trabalhar e nessa mesma época, vim conhecer e me apaixonar por uma moça de 16 anos; mas para namorá-la havia uma barreira a passar: ela era filha de pais crentes pentecostais e como eu era católico e auxiliar do padre nas missas da Igreja, criou-se dificuldades. Mas como nos amávamos, continuamos com o namoro.
Quando começou a se aproximar o tempo de casarmos, eu não sabia como fazer pois o amor que sentíamos era muito forte e os pais da moça, (Dunha, como era chamada a Eudoxia), não desejavam que a sua filha casasse com um católico e fortemente praticante; por outro lado os meus pais também de maneira nenhuma queriam ver o seu filho casar com uma protestante.
Na minha família, éramos em 12 irmãos, sendo 6 homens e 6 mulheres e existiam ainda todos os parentes que eram muitos, tanto na família Zucchi quanto na Perón e todos os que se aproximavam de mim me aconselhavam que desistisse. Eram pressões das piores maneiras para eu desistir de me casar com a minha amada Eudoxia.
Eu comecei então a procurar uma forma de convencer a Dunha de se tornar católica, veio-me a mente vários pensamentos de convencê-la, mas como sempre ela me dizia: - ‘Não Germano, se é para nós seguir em uma Igreja juntos, vamos seguir a dos meus pais. ’ E ali em minha mente a luta continuava; como fazer? Desistir do namoro e não mais continuar? Como fazer?
Até que por fim resolvi dizer aos meus pais que eu me casaria na Igreja somente após o civil e que eu mesmo acertaria com outro padre de Erechim (pois o da nossa Igreja não aceitava), para fazermos o religioso depois, mais tarde.
E assim fizemos. Casamos somente no civil, o que foi feito no dia 19 de fevereiro de 1945 na cidade de Cotegipe e ficamos morando em uma casa do Sr. João Tozzo, perto de nossa ferraria. Porém apesar de nos darmos muito bem e nos amarmos muito, continuaram vindo as dificuldades com os de fora, com os parentes e com os familiares que continuaram a nos importunar a respeito da cerimônia religiosa, até que cerca de seis ou sete meses depois do casamento, eu num certo dia não suportando mais as pressões que quase me faziam delirar, saí da ferraria e entrei em um pequeno matagal que tinha atrás e ali me ajoelhei ao lado de uma grande pedra, foi quando pela primeira vez comecei a falar com Deus. O que entendi mais tarde que aquela foi a minha primeira oração espontânea, que veio do mais íntimo de minha alma e disse mais ou menos essas palavras:
‘- Ó Senhor Deus criador dos céus e da terra, eu creio Senhor que tu existe e que pode me ajudar agora, para que eu possa sair deste dilema. Ajude-me a alcançar a graça e saber a verdade, se é a minha religião que é certa ou se é a Bíblia que está certa, ajuda-me ó Deus que possa alcançar a tranqüilidade para minha alma que está aflita, pois já não posso mais suportar ficar assim... ’
Depois que me levantei daquele lugar comecei a sentir algo novo na minha vida que nunca antes eu havia experimentado. Senti um forte desejo de ler a Bíblia e pensei em ir a Erechim procurar em alguma livraria e ver se encontrava uma Bíblia para eu ler e daí tirar uma conclusão, se os padres ou a Bíblia é que estavam certos. Eu vou ler, pensava, e não vou dizer a ninguém, quero ver quem está certo, pois eu quero conhecer a verdade custe o que custar. Pois eu já sabia que se escolhesse a Bíblia, os meus pais já haviam me prometido que não mais me tratariam como filho. (O que mais tarde aconteceu, fui deserdado e desconhecido como filho).
Porém antes que procurasse a Bíblia na cidade, um dia ao chegar à casa do meu sogro vi uma na prateleira. Uma Bíblia! Pensei. Lançando mão dela peguei e comecei a ler, quando o meu sogro que era muito prudente chegou perto e começou a perguntar-me se gostaria de ler a Bíblia, eu imediatamente disse que sim e ele começou a mostrar-me algo muito atraente: Quando o profeta Elias foi transladado e mesmo o Enoque que foi levado ao céu porque Deus o tomou para si. E depois segui lendo o Novo Testamento, o que ele me recomendou, após deveria ler os Salmos e por fim toda a Bíblia.
E então novamente comecei a sentir algo de novo dentro de mim e juntamente veio uma alegria inexplicável na minha vida.
Naquele tempo, não era fácil encontrar uma Bíblia, mas logo que meu sogro viu que eu desejava lê-la, mandou vir uma de São Paulo. Demorou três semanas para chegar e quando chegou, os meus sogros vieram nos visitar e almoçar em nossa casa. Quando nos sentamos na sala e o Sr. Basílio, meu sogro, tirou de um embrulho de papel uma Bíblia e disse-me: ‘Um presente para ti Germano’.
Como senti tanta alegria em meu coração ao receber o melhor e mais importante presente da minha vida!
Logo comecei a ler como se começasse a comer uma comida muito saborosa e como se tivesse muita fome, quanto mais lia, mais desejo tinha de continuar lendo.
Durante o dia, quando eu estava no meu trabalho na oficina, esperava ansioso para chegar à noite, o que me colocava na condição para continuar a leitura da Bíblia. Logo o Senhor começou me abrir o entendimento para compreender a sua palavra. Certa noite estava lendo no meu quarto ao lado da cama enquanto a Dunha estava deitada se sentindo cansada e com sono, pois neste tempo estava grávida esperando o nosso primeiro filho. Eu, porém a chamava e lhe dizia: ‘escuta aqui, pois você também precisa, ainda que você conheça desde pequenina, eu pelo contrário não seguia porque não tive a oportunidade de conhecer as escrituras antes, mas você tinha, então escute o que diz as Escrituras Sagradas. ’
Numa ocasião enquanto a Dunha dormia, eu continuei a ler não sei quanto tempo, mas em certo momento encontrei-me em espírito em certo lugar, e ao meu lado parece que alguém me observava e em visão, vi que era o meu sogro que me mostrava as passagens do Evangelho e me mostrava os lugares que Jesus andava ensinando. Cada passagem da Bíblia, ele tomava a página e colocava em direção ao céu e aquela página se parecia com um vidro de lente forte e eu via através daquele vidro as passagens que ele me mostrava onde os escritos se transformavam em pessoas e cenas e tudo o que ele lia, para mim eu via as cenas acontecendo: Quando Jesus curava os enfermos e ressuscitava os mortos, quando Jesus pregava para as multidões e expulsava demônios, tudo se transformava em figura visível, e o meu sogro dizia-me – ‘Vê Germano o que Jesus fazia, tudo para o bem da humanidade, vê Germano, olha tudo, escuta tudo, o que Jesus ensina, e faça tudo como ele ensina, guarde bem Germano, para você fazer tudo certo.’
Eu não sei quanto tempo fiquei como que arrebatado, pois quando voltei ao meu normal a Dunha dormia com sono profundo.
Daquele momento em diante eu comecei a sentir como que outra pessoa, tudo para mim era novo!!!
“Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo!” II Cor.5:17.

--------------------------------------------------------------------------------  

Praça da Cohab em Passo Fundo
Lei 3298/98 | Lei Nº 3298 de 13 de janeiro de 1998 do Passo Fundo

DENOMINA GERMANO DOMINGOS ZUCCHI , A PRAÇA LOCALIZADA NA AV. DO BARÃO, NO BAIRRO EDMUNDO TREIN, CONFORME ESPECIFICA .

O PREFEITO MUNICIPAL DE PASSO FUNDO, no uso de suas atribuições legais, na forma do artigo 88 da Lei Orgânica do Município, faz saber que o Legislativo aprovou e ele sanciona e promulga a seguinte Lei:

Art. 1º - Passa a denominar-se GERMANO DOMINGOS ZUCCHI - Pastor, Bento Gonçalves/RS - 08/10/1920, Passo Fundo/RS, 26/10/1996, a praça localizada no quarteirão formado pela Av. do Barão, ruas Olimpio Loss, Luiz Ceolin e Tia Carlota, Bairro Edmundo Trein.

Art. 2º - Revogam-se as disposições em contrário

Art. 3º - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

GABINETE DO PREFEITO, Centro Administrativo Municipal, em 13 de janeiro de 1998 .

******************************************************************  

PASTOR GERMANO DOMINGOS ZUCCHI
CHAMADO CARINHOSAMENTE DE "BISPO DA SERRA"

 

UM JOVEM ITALIANO QUE UMA VEZ FOI COROINHA, ...

 

DE FERREIRO FABRICANTE DE FACÕES, ENCHADAS E FOICES ...

... A SEMEADOR DA BOA SEMENTE DA PAZ, ...

 

 

... A CONSTRUTOR DE IGREJAS...

 

 

... E PREGADOR DO EVANGELHO DA SALVAÇÃO EM CRISTO JESUS!

 

Nasceu em 08 de outubro de 1920, em Bento Gonçalves, RS. Converteu-se em 20/09/44. Foi batizado em 15/4/45. Consagrado Evangelista em 14/11/47.
No inicio da sua carreira trabalhou em Passo Fundo, Carazinho, Erechim e Porto Alegre, e em 19/01/54, já consagrado Pastor, voltou a Passo Fundo, assumindo a direção da Igreja.
Em 1964 sua igreja tinha 2.800 crentes, 54 congregações, 45 auxiliares. A Igreja já mantinha uma entidade "SOCIEDADE BENEFICIENTE DE SOCORRO AOS POBRES, uma Escola Primária e o Orfanato Lar Emiliano Lopes".
Passemos a palavra ao biografado para que discorra sobre sua conversão:
" Converti-me simplesmente pela leitura da Bíblia, ocasião em que residindo em Erechim, desempenhava as funções de auxiliar de capelão da igreja romana. Meu sogro ofereceu-me o Livro que eu temia desde a minha infância, como sendo livro altamente perigoso, pois assim fui instruído. Ao ler, porem, o bendito Livro, a Bíblia, sua mensagem imediatamente começou a penetrar no meu coração, minha mente foi iluminada, meu coração compungido, e senti perdoados os meus pecados. Converti-me ao Senhor e, quando procurei a Igreja Evangélica, já me achava liberto dos meus vícios pelo poder da Palavra de Deus.
A decisão tomada e a mudança que havia em mim, provocou grande perseguição por parte de meus parentes e do padre. Este se dirigiu à minha casa e fez as mais tentadoras propostas, inclusive pecuniárias. Procurou convencer-me de que aquele Livro era de protestantes e por isso muito perigoso. Indagou se eu iria batizar-me. Insistiu para que eu queimasse a Bíblia. Como não conseguiu demover-me da atitude que havia tomado (pois Jesus estava ao meu lado), saiu irritado.
Passando alguns dias, fui visitar meus parentes e levei a Bíblia. Eles, porém não quiseram nem sequer ouvir sua leitura. Meu pai, enquanto toda minha família estava em choro, abraçou meu pescoço num gesto de despedida e disse: "Você não será mais meu filho ! ... " Em seguida chamou-me à parte e fez promessas as mais emocionantes e tentadoras para que eu deixasse a Bíblia dos crentes. Mas, enquanto ele falava, eu orava e o Senhor me guardou. Gloria a Jesus !".
Bibliografia: Livro: Galeria dos Pastores da Assembleia de Deus
Pagina: 138 - Volume I - Ely Evangelista Ferreira - Belo Horizonte - Minas Gerais
Execução Gráfica: A IBÉRICA - INDUSTRIA GRAFICA
Livro esse oferecido ao Pastor Germano pelo ex Frei Hilário Paes Landin em 14/11/74

 

--------------------------------------------------------------------------------
ORFANATO LAR EMILIANO LOPES
O Lar Emiliano Lopes, fundado em 31 de julho de 1963, pelo Pastor Germano Domingos Zucchi de saudosa lembrança. Desde a sua fundação o Lar vem trabalhando com o maior amor para atender as necessidades de crianças e adolescentes em estado de vulnerabilidade social, destituídos ou em estado de orfandade.
O Lar Emiliano Lopes, está situado na Rua: Alferes Rodrigo, 317 - A na Vila Operária, em Passo Fundo, RS.

Um desejo ardente no coração do Pastor Germano era primeiramente ter um lar para abrigar crianças órfãs. Educar, ensinar e semear o Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo através das crianças para alcançar mais famílias com o amor de Jesus.

******************************************************************

 Esse sonho começa se tornar realidade em 31 de julho de 1963, quando são recebidas as primeiras crianças que recebem guarida na casa da família João Landenberger

 O sonho se concretiza com o lançamento da pedra fundamental da 1ª casa lar, em 21 de abril de 1967.

 

Visita da Convenção dos Pastores do RGS e missionários Nils Taranger e esposa autoridades civis e militares

Segunda casa do Lar Emiliano Lopes,

 

Numa pequena chácara na Vila Operário

 

Início das novas instalações do Lar Emiliano Lopes

 

Pastor Germano e crianças do orfanato mostrando seus brinquedos que ganharam dos pais adotivos suecos.

*****************************************************

Agora a instituição está sob a direção do Coordenador Sergio Augusto de Oliveira um dos primeiros adotivos do lar.
Hoje emocionado ele diz: "Assim tem sido ao longo dos 38 anos que tenho passado envolvido direta ou indiretamente com nosso Lar Emiliano Lopes... que bom se o nosso amado Germano Zucchi pudesse ver como está o trabalho que ele iniciou... Certamente ele diria que valeu a pena ter chorado cada lágrima, ficado muitas horas sem dormir e dedicado tanto tempo às crianças, mas principalmente ao "negrinho do orfanato" como alguns me chamavam quando menino".
"A instituição possui um terreno de 10 mil m² e 920 m² de área construida onde stão as casas. Uma delas é a célula-mãe, onde mora o próprio coordenador Sergio com sua esposa e filhos e as crianças abrigadas. A equipe conta ainda com duas plantonistas, uma psicóloga, uma assistente social e o professor de música responsável pela "Orquestra Beija Flor"."

http://www.obomsamaritano.com.br/jornal/

ORQUESTRA BEIJA FLOR DO LAR EMILIANO LOPES

http://www.youtube.com/watch?v=TIoshQxT4hU

 

Pastor Gerson Zucchi, Elza e Elenir Zucchi, Zaira Cledi (mãe no lar) e Coordenador do Lar Emiliano Lopes - Sergio Augusto de Oliveira.

A DEUS SEJA TODA A HONRA, GLÓRIA E LOUVOR!

 

FAMÍLIA PASTOR GERMANO ZUCCHI

A EXCELÊNCIA DO AMOR FRATERNAL

Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união!
É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla dos seus vestidos.
Como o orvalho de Hermom, que desce sobre os montes de Sião; porque ali o Senhor ordena a bênção e a vida para sempre. Salmos 133
Texto recitado com Pr. Germano, seguidamente em nossa casa e também na igreja. Como era doce a comunhão...

 

UM DOS PRIMEIROS BATISMOS EM RIO

HAVENDO ÁGUA E CONFIÇÃO DE FÉ - HÁ BATISMO!

 

 

NO RIO OU NA IGREJA, IMPORTA É OBEDECER O "IDE".

TODA HONRA E GLÓRIA AO NOME DO SENHOR JESUS CRISTO!

-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

A 16ª Mostra de Pequenos Animais realizado em Passo Fundo, nomeou seu troféu, como: TROFÉU PASTOR GERMANO D. ZUCCHI

Foi uma grande honra para a família Zucchi e motivo de gratidão a Deus, por saber que nosso pai realizou obras que continuam fazendo história na Obra do Senhor.

OBRIGADA SENHOR!

A DEUS TODO A HONRA GLÓRIA E LOUVOR! 

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de Pr. Germano Domingos Zucchi para adicionar comentários!

Comentário de EMMANUEL FRANCISCO JUNIOR em 18 agosto 2018 às 11:06

EFJ –IN BRASIL O PODER NA MENTE é um livro complementar para aqueles que desejam sair do fracasso em que estão vivendo. O PODER DA MENTE é um livro inovador que revela a sabedoria existente no ser humano fazendo com que ele alcance a vida em toda a sua plenitude por si mesmo. TRATE DA SUA VIDA PORQUE OS POLÍTICOS, JUDIACIÁRIO E DO EXECUTIVO JÁ PÉNSARAM NELES. https://www.amazon.com/PODER-MENTE-SABEDORIA-REVELA%C3%87%C3%83O-Po...

Comentário de EMMANUEL FRANCISCO JUNIOR em 23 abril 2018 às 15:49

“RACISMO-PRECONCEITO-ÓDIO”

Fatos reais.

Porque a descriminação, o preconceito e o ódio?

Qual é a origem destes males que controla a mente das pessoas?

Conheça a historia e o que leva as pessoas a discriminarem

RACISMO-PRECONCEITO-ODIO- Disponível em formato digital e impresso nos Estados Unidos da América-USA.

 

https://www.amazon.com.br/RACISMO-PRECONCEITO-%C3%93DIO-FORMA%C3%87...

Comentário de EMMANUEL FRANCISCO JUNIOR em 24 abril 2017 às 17:34

Amigos

Prestem atenção

Para que haja uma resposta a sua petição diante do trono da graça.

Uma unção descerá sobre a sua cabeça e esta unção despedaçará todo o jugo que estiver em sua vida.

Você nem precisa crer ou acreditar só precisa provar se o que estou lhe falando é verdade ou mentira.

Ouça este hino que está no link deste folder

Não olhe as imagens do vídeo.

se for possível feche os olhos.

Vai descer uma unção vinda do trono da graça para resolver o seu problema

quando a unção estiver sobre a sua cabeça mande o que estiver lhe incomodando desaparecer da sua vida.

https://www.youtube.com/watch?v=FfRN7BKLMyw  

Music:

DAÍ GRAÇA AO PAI/ EMMANUEL

Álbum:

PELA GRAÇA

Gravadora /Editora

EFJ

Comentário de EMMANUEL FRANCISCO JUNIOR em 30 março 2017 às 11:43

Reclaiming lives.-RECUPERANDO VIDAS

LANÇAMENTO MUNDIAL-EFJ

Australia-Alemanha-Canadá-Espanha-EUA-França-Holanda-Índia-Italia-Japão-Mexico-Reino Unido-Brasil

Recuperando vidas é um livro manual para todas as pessoas que estão vivendo em suas vidas perdas, assaltos, roubos, ou que tem familiares envolvidos com a vida marginal do crime e que precisa ssaber como pode ajudar os que estão envolvidos.

Neste livro o leitor, encontrará respostas para responder com verdade e sabedoria aos quem estão praticando delitos e com fazer para afasta-los das influencias.

leia este livro.

Aplique os ensinamentos que estão nele.

Mude o rumo da vida dos que estão em prisão.

Disponível em todos os formatos e em edição impresa para 245 nações do mundo em vários idiomas.

Imperdível

 

 

https://www.amazon.com.br/dp/B06XW3GRMJ/ref=sr_1_11?ie=UTF8&qid... 

Comentário de EMMANUEL FRANCISCO JUNIOR em 15 janeiro 2017 às 18:07
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10208559025478476&set=a...
“ O DESEJO É POR ONDE SE DESPERTA A FÉ QUE É UM FIRME FUNDAMENTO”
É POR ONDE VOCÊ REALIZA OS DESEJOS QUE EXISTE NA SUA MENTE.
PARA SAIR DE UMA SITUAÇÃO DE DIFICULDADE VOCÊ PRECISA APRENDER A DETERMINAÇÃO!
APRENDA A DETERMINAR QUE A SUA VIDA NUNCA MAIS SEJA A MESMA.
“DETERMINAÇÃO O PENSAMENTO POSITIVO” AUTOR: EMMANUEL FRANCISCO JUNIOR.
O PODER PARA SUPERAR.
DISPONIVEL
Clike neste link que o livro se abrirá para você
http://www.saraiva.com.br/determinacao-o-pensamento-positivo-698557...
Comentário de EV. Jair Alves em 27 junho 2016 às 23:28

Clique e acesse
Comentário de Rogério da silva de carvalho em 27 abril 2016 às 10:49

"Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará" (Salmos 37:5). Thomas Alva Edison registrou 1.093 patentes. A maior parte de suas invenções era inútil ou quase impossível de vender. Elas eram um fracasso. Mas, um homem que inventou a lâmpada elétrica, o fonógrafo e o mimeógrafo, podia se dar o luxo de muitos fracassos.

Ele era tão desinteressado nos negócios que perdeu o controle das companhias lucrativas que fundou e, mesmo em tempo de profunda crise econômica, ele morreu com um patrimônio de 2.000.000 de dólares.

Edison foi um fracasso bem sucedido. É óbvio que aprendemos com nossas falhas. Nós também crescemos quando falhamos. Mas, é necessário que ousemos falhar.

Se estivermos preparados para falhar muito, aprenderemos bastante, mas, se o nosso orgulho não nos permitir falhar, dificilmente alcançaremos algum tipo de sucesso. Muitas vezes perdemos grandes momentos de alegria e satisfação porque somos rigorosos demais com os nossos objetivos.

Queremos ser vitoriosos em todos os nossos empreendimentos e não aceitamos nenhum erro. Ao experimentarmos uma queda, ao não percebermos êxito no que fazemos, ao não ver resultado na primeira tentativa, desanimamos, sentimo-nos fracassados, desistimos de lutar e não temos coragem de recomeçar. Assumimos a posição de perdedores e abrimos mão dos sonhos de felicidade.

Mas, existem muitos exemplos que provam o quanto estamos equivocados. Edison é apenas um nome entre centenas ou milhares. Uma queda não é uma derrota! Uma falha não significa fracasso! Um passo mal dado não impede que venhamos a dar outros.

Uma falha pode ser corrigida. Aprendemos com os erros, com as desilusões, com as decepções. A perseverança sempre nos falará ao ouvido: "Você não errará novamente, não cometerá novas falhas, não verá novos fracassos".

E, segurando com mão firme a esperança e a fé, veremos, por fim, o porto de todas as nossas conquistas. Seus fracassos serão insignificantes quando contemplar o grande sucesso almejado. Confie em Deus, Ele ajudará você sempre!

Comentário de Ministério Jesus a Vida em 27 agosto 2015 às 3:07

Olá, sou Charles, faço parte da equipe da RGA (Rádio Gospel Adoradores)

Estamos lhe convidado para participar de nossas programações ao vivo, isso pode ser feito através de seu celular, tablete, notebook ou computador.

Se você louva, pregar, gosta de orar estamos cadastrando; Pregadores, Cantores e Intercessores. Esse cadastro será por tempo determinado, pois só vamos cadastrar determinado números de participantes.

A RGA é um Ministério Radiofônico sendo ouvida em mais de 40 países temos por dia mais de 19 mil ouvintes por dia, desenvolvemos vários trabalhos na web o qual contribuiu para propagação do mesmo.

O objetivo de abrir essa oportunidade é da oportunidade a vasos (Homens e mulheres de Deus) interessados em usar “ainda mais” seus dons para abençoar vidas através da RGA.

Maiores informações: contato@radiogospeladoradores.com

Caso não esteja interessado (a) fique à-vontade para participar das programações ao vivo.

Adicione em seu Skype nosso contato; cultorga

Se não conhece nosso Ministério acesse: http://radiogospeladoradores.com/

Baixe nosso aplicativo para Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.elicast.RadioGosp...

RGA – ABENÇOADO VIDAS NA WEB!

Comentário de Elza Zucchi Lemes em 12 agosto 2015 às 0:01

Bendirei ao senhor em todo o tempo: o seu louvor estará continuamente na minha boca. Salmos 34:1

Comentário de Elza Zucchi Lemes em 9 outubro 2014 às 1:02

Hoje dia 08 de outubro, Ele completaria 94 anos de idade, ainda sentimos saudades, aliás essa nunca vai embora, mas sentimos sua presença, nas suas obras e ensinamentos.

Hoje, não sei porque lembrei do quanto ele amava seus colegas e por isso sempre mencionava : "Quão formosos são os pés dos que anunciam a Boa Nova do Evangelho"

Louvo a Deus pelo legado que ele nos deixou. seus ensinamentos...

Saudade, sempre

Mas o contentamento, a alegria de ter aprendido com ele o amor e a fidelidade do Senhor nosso Deus.

 
 
 

© 2020   Criado por Conselho de Pastores do Brasil.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço